Visto para yonsei deve sair em março e regra deve excluir milhares de brasileiros

Visto será liberado para 4 mil yonseis por ano (Foto: Divulgação)

A liberação oficial dos yonseis (descendentes de japoneses da 4ª geração) para trabalhar no Japão virou realidade. O Ministério da Justiça japonês apre-sentou as regras pré-estabelecidas para o novo si

tema de visto, que foram confirmadas pelo cônsul do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, em vista ao São Paulo Shimbun.  A primeira delas é a permissão da entrada de, no máximo, 4 mil yonseis por ano, com visto válido, em um primeiro momento, por cinco anos. Atualmente, o yonsei só consegue obter o visto de permanência no Japão se for menor de idade e se residir com os pais.

Confirmou-se, também, algumas condições já divulgadas anteriormente como a polêmica permissão restritiva, somente para nikkeis na faixa etária entre 18 e 30 anos.

Diante disso, não se sabe ao certo quantas pessoas serão realmente beneficiadas com a liberação. Uma única pesquisa realizada no Brasil, em 1988, constatou que haviam 1,22 milhão de nikkeis no País, 12,9% dos quais yonseis, o que corresponde a 159 mil pessoas. Como já se passaram 30 anos é provável que cerca de 150 mil yonseis estejam impedidos de obter o benefício, já que ultrapassaram as idades limites. Pela lógica, se enquadra-riam apenas os yonseis nascidos a partir de 1987.

Outro polêmico quesito, e que também vem enfrentando resistência na comunidade, é a obrigatoriedade da comprovação do conhecimento do idioma japonês no nível 4, através do teste de proficiência da língua. E durante a estada, o idioma deve ser aprimorado.

A condição imposta pelo Japão é de que o yonsei possa pelo menos estabelecer um diálogo. Também desagrada a regra que não permite aos yonseis levar cônjuges ao Japão, como já acontece hoje com o nissei e sansei.

Continua…(Impresso)

 

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password