Brasileira pode ser extraditada para o Japão

A nikkei Yuri Oishi, de 32 anos, e que supostamente está envolvida no assassinato de uma ex-amiga de escola em Osaka, pode ser extraditada da China para o Japão, no mês que vem.
Em setembro deste ano, a polícia de Osaka obteve da Justiça uma ordem de prisão contra Yuri, quatro meses depois de o Supremo Tribunal Popular da China ter decidido que a brasileira deveria ser extraditada para o Japão. A intenção é que, assim que a brasileira for extraditada, as autoridades japonesas efetuem a prisão para depois julgá-la por latrocínio e outros crimes.
Yuri Oishi está presa na China desde 2014 por não ter visto de permanência, depois de ter fugido do Japão. Ela se entregou para o Consulado do Japão em Xangai com um passaporte falso. A polícia acredita que ela está envolvida no assassinato da enfermeira Rika Okada, em março de 2014. O corpo da vítima foi encontrado em maio de 2014 dentro de um contêiner alugado em Tóquio. Ela estava desaparecida desde março daquele ano.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password