Susumu Miyao morre em São Paulo

Morreu, no último domingo, aos 86 anos, Susumu Miyao, atual conselheiro do Centro Estudos Nipo-Brasileiro de São Paulo. O enterro será realizado hoje, às 14 horas, no Cemitério Congonhas, na cidade de São Paulo.
Miyao nasceu na Fazenda Aliança (situada no atual município de Mirandópolis), estado de São Paulo. Em 1939, aos nove anos, foi enviado ao Japão para tornar-se sucessor da família paterna naquele país. No entanto, os planos familiares não se concretizaram devido à Segunda Guerra Mundial e, em 1953, tendo concluído o curso de filosofia, da Faculdade de Letras da Universidade de Shinshu, retornou ao Brasil.
Em São Paulo, de 1954 a 1956, tornou-se professor de língua japonesa na Escola Vergueiro, um estabelecimento nikkei para moças. Depois, tornou redator-chefe da “Lavoura e Cooperativismo”, revista editada pela Cooperativa Agrícola de Cotia, até 1966.
Em 1965, como diretor, participou da constituição do Centro de Estudos Nipo-Brasileiro, uma entidade sem fins lucrativos que desde 1946 se dedicava à pesquisa sobre a imigração japonesa no Brasil. Hoje, possui mais de quatro mil livros (aberto aos visitantes) relacionados à história da imigração japonesa para o Brasil e para outros países e regiões.
Susumu Miyao também foi, de 1991 a 2003, diretor-executivo do Jimonken (nome mais conhecido do Centro de Estudos Nipo-Brasileiro) dedicando-se, especialmente, aos estudos de história dos imigrantes japoneses do Brasil.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password