Ranking traz as melhores cidades para estudantes

As capitais São Paulo e Rio de Janeiro caíram de posição no ranking de melhores cidades para estudantes em 2018, de acordo com lista publicada pela empresa global de pesquisa QS Quacquarelli Symonds.

Segundo o estudo, critérios como violência, corrupção, custo de vida, poluição e desemprego determinaram a piora no desempenho das megalópoles brasileiras. Foram as duas únicas cidades da América Latina com performances inferiores em relação a 2017.

No ano passado, São Paulo ocupava a 69ª posição no ranking – em 2018, caiu para 70º lugar. Já o Rio de Janeiro teve uma queda mais abrupta: de 94º para 100º. O ranking avalia seis aspectos em cada cidade do mundo: desempenho em avaliações, diversidade/inclusão, atratividade, em-pregabilidade, custo de vida e depoimentos de alunos. Tanto São Paulo quanto o Rio tiveram uma performance inferior à de 2017 no ranking referente à empregabilidade. Esse indicador mede as perspectivas de emprego para estudantes em uma cidade. Leva-se em consideração a taxa de desemprego e o valor que aqueles que respondem à Pesquisa com Empregadores da QS dão a recém-graduados.

Analisando as outras cidades da América Latina, a melhor avaliada foi Buenos Aires, na Argentina, que ocupou a 25ª posição.

Por sua vez, Tóquio ficou na segunda posição, sendo, porém, a melhor cidade para estudantes na Ásia. A capital japonesa também ficou em 1ª no in-dicador referente à empregabilidade. A líder geral do ranking é Londres. A capital inglesa desbancou Montreal, que caiu para o 4º lugar na lista das 100 melhores cidades universitárias. Em 3º, ficou Melbourne.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password