Nikkeis são candidatos a suplentes de senadores no Estado de São Paulo

Os eleitores de São Paulo, depois de oito anos, voltam a escolher dois representantes ao Senado Federal, na votação do dia 7 de outubro. A corrida conta com 21 candidatos e, mais uma vez, assim como na grande maioria das eleições diretas, não contará com nenhum representante nikkei na disputa, fenômeno recorrente não somente no Estado, mas também no restante do País.

Isso não significa, porém, que a comunidade nipo-brasileira não possa ter, a partir de 2018, um representante na chamada Câmara Alta do Congresso Nacional do Brasil que, ao lado da Câmara dos Deputados, faz parte do Poder Legislativo da União. Como cada postulante ao cargo traz com ele outros dois suplentes, há outros 42 nomes na busca por um posto como “reserva” imediato, entre eles, dois nikkeis. O atual vereador George Hato (MDB) e o suplente de deputado estadual Sérgio Koei Ikehara (PSTU), são candidatos a 2º suplente ao Senado.

Esta não é a primeira vez que a família Hato tenta o Senado. Em 1998, Jooji Hato foi candidato. Na ocasião, ele ficou em 4º lugar, obtendo mais de 299 mil votos no pleito vencido por Eduardo Suplicy (PT), que chegou a mais de 6 milhões de votos. Até hoje, o único representante nikkei como senador foi Jorge Yanai (MDB), pelo Mato Grosso. Ele, que na época era justamente segundo suplente, assumiu por cerca de quatro meses o cargo em 2010, substituindo Gilberto Goellner (DEM), que se tornou titular com a morte do titular Jonas Pinheiros (DEM) e, logo depois, também se afastou por problemas médicos.

Continua…(Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password