Nikkei participa de seminário internacional sobre educação e propaga modelo digital

Cláudio Sassaki é um dos palestrantes no Rio (Heloisa Lisboa)

O momento no Brasil é de eleições e de uma enxurrada de notícias, mas nem sempre verdadeiras, as chamadas fake news. O tema será assunto do seminário internacional Educação 360, que acontece na próxima semana, no Rio de Janeiro.

Especialistas brasileiros e estrangeiros estão confirmados, entre eles Cláudio Sassaki, que na época universitária participou de grupos jovens da comunidade nikkei.  Hoje, cofundador da Geekie, uma empresa pre-miada e reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) pelo trabalho de ensino baseado na tecnologia, Sassaki participará do painel Educação: antídoto contra as fake news?. “Em resumo, vou falar sobre a tecnologia (na educação) como aprendizado em larga escala; como o modelo da escola tradicional criado séculos atrás por uma demanda de mercado não tem a ver com a realidade de hoje. A decoreba, o professor na frente e o aluno só copiando, isso não desenvolve qualquer pessoa para trabalhar no mundo atual. De acor-do com o Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), 93% da avaliação internacional estão na frente do Brasil. Ou a gente se reinventa, ou a gente vai ser menos competitivo”, ressalta.

Pai de quatro filhos com educação montessoriana, que tem por base mais a autonomia do aluno, Sassaki quer disseminar o ensino por “projetos” ante ao tradicional modelo conteudista por todo o Brasil. Com a Geek, cujo mé-todo já figura em várias escolas mais e menos tradicionais, ele já colhe frutos mesmo com pouco tempo de atuação.

O que para ele seria um caminho de mudança na educação dos brasileiros – modelo conferido quando estudou no exterior, pois Sassaki é mestre em Educação pela Universidade de Stanford -, chegou como um ponto de interrogação para os educadores do País.

Continua…(Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password