Museus da Bahia celebram os imigrantes japoneses

Na segunda-feira, a partir das 14 horas, será aberta oficialmente a “16ª Semana de Museus”, na Bahia. Este ano, a programação celebra os 110 anos da imigração japonesa no Brasil. Sob o comando do Consulado Geral do Japão no Recife e com o apoio da Associação Cultural Nippo-Brasileira de Salvador (Anisa), o evento ocorre até o dia 20 de maio.

Em Salvador, o Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, o Museu Tem-postal, o Centro Cultural Solar Ferrão e o Laboratório de Educação Digital, todos localizados no Pelourinho, homenageiam os 110 anos.

Na ocasião, haverá ex-posições das manifestações da cultura japonesa, desde o tradicional à cultura pop, bem como um painel sobre a imigração japonesa no Brasil, oficinas e workshop de artes marciais. A abertura contará com a participação do grupo cultural Wadô, que trará os sons dos taikôs japoneses. Além disso, haverá aula da pintura shodô e uma cerimônia do chá. Também será doado pelo Consulado Geral do Japão no Recife, postais, cartazes e revistas sobre o Japão.

Para Lika Kawano, presidente da Anisa, a imigração japonesa no Brasil é um tema importante, visto sua contribuição para o crescimento do País, em diversos segmentos, do econômico ao cultural. “Através desta parceria, esta história pode chegar ao público baiano durante a ‘16ª Semana de Museus’. O Pelourinho é local de referência histórica, o coração da Bahia, assim, trazer o tema de um povo do outro lado da terra, tem um significado muito grande, simbolizando a pluralidade cultural de um povo. O Pelourinho, nesta ‘Semana dos Museus’ terá outras cores, um pouco das cores do Japão”, afirma ela.

Programação completa no site: www.dimusba hia.wordpress.com.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password