Museu da Imigração Japonesa deve iniciar novas obras no segundo semestre

Princesa inaugurou a primeira etapa do projeto (Foto: São Paulo Shimbun)

O Museu da Imigração Japonesa no Brasil deve passar por novas reformas, a partir deste segundo semestre. Após inaugurar o “novo” 8º andar, com a presença da princesa Mako, no final de julho, a diretoria do Museu reúne-se ainda nesta semana para discutir a próxima etapa do projeto, denominado “Modernização do Museu”.

Na reunião, será decidi-do qual o próximo andar a receber as intervenções, o 7º ou o 9º. “A ideia de modernizar o Museu já existia há muito tempo, mas não podemos começar nenhuma obra sem que tenhamos o dinheiro para terminar. Com as celebrações pelos 110 anos, diversas empresas japonesas instaladas no País abraçaram a ideia e conseguimos desenvolver um projeto consistente para tornar a primeira parte da revitalização possível. Agora, estamos finalizando todo o levantamento do que precisa ser feito em cada andar e o orçamento necessário para isso. Na reunião, decidiremos qual será o próximo passo”, revela Lídia Reiko Yamashita, vice-presidente da Comissão de Administração do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil.

Em cada um dos dois andares há diferentes obras a serem feitas. No 9º, o que mais preocupa são vazamentos vindos do telhado do prédio, que pre-cisa ser reformado, além de outras intervenções menores. Já o 7º andar, onde é possível visitar passagens importantes do início da imigração, como uma réplica do navio Kasato Maru e uma reprodução da casa do imigrante, precisa de reformas na entrada e, principalmente, na bilheteria. “Muitas pessoas reclamam que não conseguem encontrar a bilheteria. Ela precisa ficar mais visível”, diz Yamashita

Continua… (Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password