Ministro nikkei orienta sobre abono salarial

Quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988, na iniciativa privada ou foi servidor público (civil ou militar), tem direito a receber o Fundo PIS-Pasep.

Ontem, o ministro do Trabalho, Helton Yomura, lembrou os trabalhadores, que tem entre 57 e 59 anos, sobre a proximidade do fim do prazo para sacar o Abono Salarial. Quem nessa faixa tem direito ao benefício, mas não procurar uma agência bancária até amanhã, perde o dinheiro.

Esse recurso, que até o ano passado podia ser sacado apenas por pessoas com mais de 70 anos, apo-sentados, portadores de doenças graves ou herdeiros dos beneficiários, foi liberado para qualquer ida-de. Para os demais, o saque começará em agosto (dia 8 para quem tem conta na Caixa ou no Banco do Brasil e dia 14 para o restante) e vai até 28 de setembro. Depois dessa data, só poderá sacar quem tiver 60 anos ou mais. Quem puder esperar e deixar para tirar o dinheiro depois de 8 de agosto, em vez de sacar agora, pode ganhar até 10% a mais, porque ainda será feito cálculo do rendimento anual.

O governo prevê que 28,7 milhões de pessoas tenham direito a R$ 39,3 bilhões. Dessas, 16,1 milhões têm menos de 60 anos. A média de valor para cada beneficiário é de R$ 1.375,00 mas o valor a ser recebido depende de quanto tempo a pessoa trabalhou no período em que vi-gorou o Fundo PIS-Pasep.

“Esse é um benefício importante para o trabalhador. Não custa nada entrar na Internet ou procurar uma agência bancária para saber se não tem um dinheiro para receber”, reco-menda o ministro nikkei.
A Caixa Econômica Federal é responsável por pagar o dinheiro aos funcionários da iniciativa privada e o site para consulta é: www.caixa.gov.br

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password