Material escolar tem variação de 260% nos preços

O preço de material escolar tem diferença de até 260%. É isso o que mostrou uma pesquisa realizada pela Fundação Procon, em dezembro, e divulgada agora em janeiro.

A pesquisa foi feita em nove estabelecimentos e conferiu quase 200 itens, como apontador, borracha, caderno, canetas esferográficas e hidrográficas, colas em bastão e líquida, fita corretiva, giz de cera, lápis preto e colorido, lapiseira, marca texto, massa de modelar, papel sulfite, pintura a dedo, refil para fichário, régua e tesoura escolar.
Para se ter uma ideia da importância de pesquisar, uma caneta esferográfica fine 062 da Faber Castell, por exemplo, custava R$ 1,75 em um estabelecimento e, em outro, chegou a R$ 6,30.

Entre a penúltima pesquisa realizada pelo Procon e esta, a comparação de 136 produtos comuns constatou, em média, um acréscimo de 9,25% no preço desses itens. O IPC-SP (Índice de Preços ao Consumidor de São Paulo) da FIPE, referente ao período, registrou variação de 2,45%.

Sendo assim, antes de ir às compras, tome algumas atitudes básicas para economizar, entre elas, verifique quais dos produtos da lista de material já possui em casa e, ainda, se estão em condição de uso, além disso, promova a troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes também garante economia e reaproveitamento de recursos.

O Procon também alerta sobre as condições de pagamento. Há estabelecimentos que oferecem descontos em pagamento à vista em dinheiro. O órgão lembra ainda que, na lista, as escolas não podem exigir a aquisição de itens de uso coletivo e higiene pessoal (materiais de escritório, de higiene ou limpeza), conforme a Lei nº 12.886 de 26/11/2013.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password