Marcas japonesas movimentam Salão com novidades, serviço e manifestação

Admiradores de carros estão com os olhos voltados para o “Salão Internacional do Automóvel”, que acontece até domingo, no São Paulo Expo.
As novidades em quatro rodas decoram os estandes das montadoras. A Honda, por exemplo, apresenta um dos lançamentos mais aguardados: o WR-V.
O novo SUV, que será produzido na fábrica da Honda, em Sumaré, interior de São Paulo, irá ocupar a lacuna entre Fit e o HR-V.
Nada de seu interior ou motorização é divulgado pela montadora, que prevê o início das vendas do WR-V no primeiro trimestre do ano que vem.
O carro mereceu atenção especial da Honda, tanto que o CEO e presidente mundial da marca, Takahiro Hachigo, veio do Japão especialmente para apresentar o WR-V aos jornalistas, na semana passada.
“Ele foi desenvolvido pelo Centro de Pesquisa e desenvolvimento da Honda do Brasil, mas certamente pode conquistar o mundo, assim como o futebol brasileiro”, disse ele.
Mas embora seja um evento de carro, outras movimentações cercam o evento.
Logo no primeiro dia, na quinta-feira, o que chamou a atenção foi a manifestação de sindicalistas no estande da Nissan. Vestidos de preto, com dizeres “A Nissan joga sujo”, os trabalhadores protestaram contra as práticas antissindicais que ocorrem na fábrica do Mississipi, nos EUA. Na ocasião, o grupo também aproveitou para se manifestar contra a eleição de Donald Trump à presidência dos EUA.
Mas, passado o tumulto, outra novidade é o setor de serviços do Salão. Um deles é o de negócios. A Toyota, por exemplo, lançou um aplicativo para celular que cota o valor do carro usado.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password