Liberdade recebe exposição de orquídeas com mais de 1 mil plantas

Exposição terá mais de 100 espécies (Foto: Divulgação)

A chegada da primavera traz o ar da alegria e cheiro das flores. Porém, mais do que caminhar em um jardim com um visual colorido e perfumado é trazer essa beleza para dentro de casa. Essa oportunidade será oferecida, a partir de hoje, no bairro da Liberdade, em São Paulo, onde acontece a 99ª edição da tradicional “Exposição de Orquídeas”.

Considerada um dos maiores eventos do gênero, a mostra deste ano apresentará ao público cerca de 1 mil plantas de coleciona-dores, sendo 100 espécies diferentes. Um dos destaques é a Dendrobium, popularmente conhecida co-mo “olhos de boneca”, devido ao tom do labelo em relação as pétalas e sépalas e pela diversidade de cores das flores.
“Na realidade, as novidades são uma surpresa até mesmo para nós, pois todos os anos aparecem raridades que só vemos na hora mesmo. Assim, o público pode ter certeza que teremos muitas opções conhecidas, assim como em todas as outras edições, e algumas plantas pouco vistas”, revela a presidente da Associação Orquidófila de São Paulo (AOSP), Lúcia Morimoto.

Outro destaque dessa edição será a Cattleya labiata. Por se adaptarem bem em ambientes úmidos, ventilados e com luz indireta do sol, as orquídeas são consideradas de fácil cultivo. Sucesso entre as Cattleyas, principalmente para decoração, é conheci-da também como “Rainha do Nordeste”, e surpreende por seu perfume e suas flores grandes, cujo tamanho varia entre 20 e 25 cm. O visitante terá ainda a oportunidade de comprar desde pequenas mudas, a partir de R$ 10,00, até plantas adultas floridas, a partir de R$ 15,00. “Aqueles que pretendem gastar um pouco mais, por volta de R$ 40,00 a R$ 50,00, sairão do evento com um exemplar bastante florido”, garante a presidente.
Porém, além das dúvidas pela quantidade de opções oferecidas, há sempre um receio sobre o trata-mento das plantas e quais espécies são mais indicadas para determinados espaços, temperaturas e ambientes.

Para acabar com esse problema, os visitantes podem participar de cursos gratuitos de cultivo, que são ministrados por membros da AOSP, e ainda comprar livros, com preços em conta, para aprender mais sobre o tema. “Esses cursos são voltados para as pessoas que querem passar a ter um pouco de noção sobre a criação de orquídeas. É o básico para começar o cultivo da for-ma correta”, explica Morimoto.

Continua…(Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password