IPK firma projeto digital com governo paulista

O IPK (Instituto Paulo Kobayashi) teve o projeto de inclusão digital para a 3ª idade aprovado pelo governo paulista, via Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.
Recursos do Fundo Estadual do Idoso, cerca de R$ 300 mil, serão repassados para a ampliação do projeto.
“Foram mais de 100 projetos e ficamos entre os 12 aprovados. Vamos ampliar o projeto de inclusão digital para a 3ª idade, com a inserção de um novo módulo de games (jogos) educativos. Até agora, o ensino era o básico: ligar o computador, navegar na Internet, trocar email e usar a rede social”, explicou o presidente do IPK, Victor Kobayashi.
Segundo ele, a ampliação está em estudo e pode atingir alguns dos locais já existentes, como kaikans (associações).
O projeto de inclusão digital para a 3ª idade do IPK é aberto para maiores de 50 anos, mas o patrocínio governamental visa pessoas com mais de 60 anos de idade.
O acordo tem duração de 1 ano e a intenção é “manter o nosso trabalho com os nikkeis” e oferecê-lo para a toda comunidade brasileira, sem distinção de raça, credo etc.
As aulas de inclusão digital do IPK acontecem em todas as regiões de SP.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password