Exposições em São Paulo e no interior contam com presépios alusivos ao Japão

Presépio japonês todo feito em origami (Foto: Divulgação)

O Natal é uma das festas religiosas mais importantes do ano para os cristãos e, o presépio, que representa a noite em que o menino Jesus veio ao mundo, é um dos grandes símbolos. E se a representação contempla os mesmos elementos nos mais variados cantos do mundo, as particularidades de cada região, estado ou mesmo país influencia na sua concepção.

E essa diversidade cultural que pode ser conferida em três exposições já abertas, duas na capital paulista e uma no interior. Para começar, a tradicional e aguardada exposição de Presépios do Mosteiro de São Bento de São Paulo.
Pelo quarto ano segui-do, o público poderá ver de perto 30 presépios de vários lugares do mundo, entre eles, um do Japão, que foi totalmente confecciona-do em origami. Ao todo, são 15 peças criadas com a técnica japonesa de dobrar papéis, com direito a representação dos três reis magos, além do menino Jesus e também de alguns animais. Todos muito ricos em detalhes.

Há ainda na exposição, presépios feitos de sabonete, porcelana francesa e de madeira da Suíça. A mostra pode ser visitada até o dia 30 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas; e sábado, das 8 ao meio-dia. A entrada é gratuita.

O Santuário São Francisco de Assis também já abriu, no início deste mês, a tradicional exposição de presépios vindos de 20 países, como França, Bolívia, México, Rússia, Itália, Ale-manha, Israel e Japão. Nesta 27ª edição, que tem co-mo tema “A paz entre os povos”, são apresentados 59 presépios. O japonês traz José e Maria em porcelana e com traços orientais. A vestimenta é de seda. As obras fazem parte de acervo de colecionadores internacionais e da coleção franciscana, que tem mais de 800 presépios que trazem, a partir das visões de artesões das diferentes nacionalidades, a famosa cena do menino Jesus na manjedoura, ao lado de Maria e José.

As obras da mostra são confeccionadas em papel machê, madeira, porcelana, biscuit, gesso, pedras e barbante trançado. Tradição do calendário natalino em São Paulo, a exposição é organizada há 27 anos. A escolha do santuário, de São Francisco de Assis, é porque o santo foi o primeiro a montar um presépio na forma conhecida hoje. A ideia surgiu enquanto ele lia, numa de suas longas noites dedicadas à oração, um trecho bíblico que narrava o nascimento de Cristo.

A expectativa é pela presença de 10 mil pessoas e a exposição segue até 8 de janeiro de 2017. O horário de visitação é de terça a sábado, das 9 às 17 horas, e aos domingos, das 8 às 13 horas. O endereço é Largo São Francisco, número 133, no Centro de São Paulo. A entrada é gratuita.

Fora de São Paulo, na cidade de Guararema, situada entre o Alto Tietê e o Vale do Paraíba, uma exposição mais enxuta de presépios de diferentes países foi montada no salão paroquial da Igreja de São Benedito, no Centro.

Continua… (impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password