Empresa japonesa fecha as portas e anuncia a demissão de 400 pessoas em Americana

Empresa iniciou as atividades no País em 1955 (Foto: Divulgação)

A multinacional japonesa do setor têxtil, Toyobo Brasil, que iniciou suas atividades no país em 1955, anunciou oficialmente, na última quarta-feira, o fechamento da unidade industrial têxtil em Americana e a demissão de 400 funcionários, incluindo terceirizados.

Com matriz no Japão, a companhia, que já chegou a ter 1 mil funcionário somente em Americana, produzia fios e tecidos de algodão e mistos em poliéster, elastano, Tufcel e Zylon.

Por meio de nota oficial, assinada pelo diretor-presidente da Toyobo, Yukihiko Minamimura, foi explicado o principal motivo para o fechamento. “Em função da perda de competitividade global da indústria têxtil brasileira e da crise econômica e política que o país enfrenta nos últimos anos, a empresa decidiu encerrar suas operações fabris de fiação e tecelagem”, alegou o presidente, lembrando que “durante 61 anos, o comprometimento da empresa sempre foi o de ofertar produtos têxteis de qualidade para toda a cadeia têxtil brasileira”.

Por fim, Minamimura lembrou os parceiros de todos esses anos. “A Toyobo do Brasil agradece a todos os colaboradores, clientes, fornecedores, prestadores de serviços, consumidores, organizações e a sociedade que juntos acompanharam sua trajetória no setor têxtil”.

Por enquanto, aproximadamente 50 pessoas serão mantidas para operacionalizar o encerramento das atividades.

Informações obtidas pelo São Paulo Shimbun dão conta que a unidade têxtil da Toyobo acumulava prejuízo há dois anos, desde o início da crise que atingiu o País, que causou, entre outros problemas, o aumento do custo de energia, a variação cambial, o aumento de importações e a queda do mercado interno.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password