Eleição atípica diminui número de nikkeis eleitos na Assembleia de SP e na Câmara

Plenário da Câmara dos Deputados (José Cruz/Agência Brasil)

O número de nikkeis na Assembleia Legislativa de São Paulo e na Câmara Federal diminuiu nesta eleição de 2018, totalmente atípica a julgar o cenário Executivo. Nomes tradicionais e representativos da comunidade nipo-brasileira ficaram de fora, mesmo com alguns deles alcançando significativos números de votos, mas não suficientes para serem eleitos.

Como vem acontecendo, “puxadores” de votos alçaram candidatos do mesmo partido ou da coligação que tiveram votos aquém de outros. Esse foi o caso do Coronel Nishikawa (PSL) e de Márcio Nakashima (PDT), eleitos deputados estaduais em São Paulo. Quem são eles e como pretendem conduzir os trabalhos na Assembleia Legislativa, você saberá na edição de amanhã do São Paulo Shimbun.

Ao contrário dos dois nikkeis paulistas, que somam o mesmo número atual de deputados eleitos como titulares, em Brasília, na Câmara Federal, a queda nipo-brasileira foi drástica.

A bancada de cinco nikkeis foi reduzida a apenas dois: Luiz Nishimori (PR-PR), eleito com 73.344 votos, e o estre-ante Kim Kataguiri (DEM -SP), que obteve 465.310 votos e foi o 4º candidato mais votado.

O PSL e o PT elegeram as maiores bancadas da Câmara e fazem a disputa da Presidência da República. Na Câmara, a renovação foi de 47,3%, com 243 deputados novos. O total é 513 deputados federais.

Continua…(Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password