Dicionário português-japonês raro é achado no Brasil

Pesquisadores da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo encontraram um raro dicionário de japonês-português do início do século 17, durante pesquisas rea-lizadas na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro.

A descoberta foi feita pela professora Eliza Atsuko Tashiro Perez, do Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Japonesa da USP, e o professor Jun Shirai, da Shinshu University, do Japão, e atualmente professor visitante. Trata-se do “Vocabvlario da Lingoa de Iapam”, que passou por um exame mais detalhado em 1º de outubro.

Publicado em 1603 pela Companhia de Jesus, em Nagasaki, no Japão, o Vo-cabvlario da Lingoa de Iapam é um dicionário bilíngue no sentido japonês-português muito raro, do qual só se conhece a existência na Europa – na Bodleian Library de Oxford, na Bibliothèque Nationale de France e na Biblioteca Pública e Arquivo Distrital de Évora. A obra faz parte do chamado Kirishitanban (Publicações Cristãs), que consiste de um conjunto de livros sacros, linguísticos e literários produzidos pelos missionários jesuítas no Japão.

Durante cerca de 20 anos foram publicados aproximadamente 40 itens bibliográficos, muitos dos quais destruídos pelo g-verno militar japonês de-vido à proibição da profissão da fé católica, e posterior expulsão dos missionários cristãos do arquipélago. Os poucos volumes que restam atualmente es-tão preservados em biblio-tecas e museus de diversos países.

A descoberta do raro dicionário na Biblioteca Nacional é um fato que possui importante significado por ser a primeira no continente americano, e notadamente por ser no Brasil.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password