Deputado confirma volta à suplência e fala em ‘retomar a cadeira’ em janeiro de 2017

Walter Ihoshi deixa a Câmara após nove meses (Foto: Divulgação)

A cogitada saída do deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP) da titularidade da Câmara Federal agora virou oficialmente uma realidade. Logo após o ex-ministro da Secretaria dos Portos, Edinho Araújo, (PMDB-SP) anunciar seu retorno à atividade parlamentar em função da reforma ministerial, foi a vez do político nikkei confirmar à reportagem a volta à suplência.
Apesar da reforma ter sido anunciada pela presidente Dilma Rousseff na sexta-feira, ainda havia uma esperança entre os apoiadores de Ihoshi que Edinho fosse nomeado para outra função do Executivo; com isso, o cargo do nikkei seria preservado. Porém, em carta aberta postada em sua página do Facebook, dirigida à presidente, o ex-ministro acabou com essa possibilidade.
Walter Ihoshi foi deputado por nove meses, tempo em que Edinho ocupou o Ministério. Assumiu no dia 2 de março de 2015 como primeiro suplente na coligação PMDB/Pros/PP e PSD depois de receber 88.070 votos.
Este seria o terceiro mandato de Ihoshi como deputado federal efetivo, entretanto, agora, terá que esperar uma nova “movimentação” para poder ocupar a cadeira titular. Esse cenário, aliás, pode se apresentar já no ano que vem e com a ajuda do mesmo protagonista que “ajudou” na sua saída. Isso porque, é grande a possibilidade do deputado Edinho se candidatar, em outubro de 2016, à prefeitura de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password