Cremação é marcada no Japão e avó verá netas pela primeira vez após o crime

Akemy Maruyama e Michelle Maruyama, encontradas mortas no Japão no dia 29 de dezembro do ano passado, serão cremadas neste domingo, em Handa, província de Aichi, no Japão, conforme informação publicada, pela família, no Facebook
O documento com a data da cremação foi entregue no final da última semana para a mãe das mulheres, Maria Aparecida Amarilha Scardin, que está no Japão desde o dia 10 de janeiro. Ela viajou para lá com o intuito de trazer as cinzas para o Brasil, além de buscar as duas netas – filhas de Akemy – que estão sob proteção do governo japonês.
Apesar do tempo que está no Japão, a brasileira ainda não conseguiu se encontrar com as meninas, uma de cinco e outra de três anos, já que a Justiça do país nipônico proíbe a aproximação até que o processo de guarda seja finalizado. O primeiro reencontro será justamente durante a cremação, porém, a avó só poderá vê-las de longe, sem poder conversar ou mesmo abraçar.
Desde que a mãe e a tia morreram e o pai foi preso suspeito de ter cometido o crime, as duas crianças estão em um abrigo, sem poder ter contato com nenhum familiar. Maria tem ido todos os dias à embaixada brasileira no Japão, na esperança de encontrar um jeito de ver as netas de perto, mas até agora não conseguiu mudar o cenário.
Segundo informações, um familiar do acusado do crime também quer a guarda das crianças, porém, o governo japonês dará preferência pela brasileira. Além disso, Maria garante que a mãe do criminoso, que vive no Peru, também deseja que as netas sigam para o Brasil, posição, inclusive, que a mãe das vítimas tem gravada em seu celular, após conversa entre as duas.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password