Brasil e 11 países assinam documento para prevenção e cuidados do AVC

O Brasil e mais 11 países da América Latina – Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai – assinaram um documento que prevê a prevenção e cuidados do AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Uma das doenças que mais mata no Brasil está no alvo da Carta de Gramado, que estabelece 16 compromissos assumidos pelos países até 2030. Entre os quesitos acordados estão proporcionar educação da população quanto aos sinais de alerta, urgência no tratamento e controle dos fatores de risco; promover ambientes seguros e saudáveis para estimular a realização de atividade física; implantar políticas para o controle do tabaco; estimular a alimentação saudável, para reduzir o consumo de sal, uso prejudicial de álcool e controlar o peso; visando diminuir a incidência de doenças cardio e cerebrovasculares.

O AVC junto com doenças respiratórias crônicas, diabetes e câncer respondem por 74% de mortes no Brasil, onde a população adulta é mais prevalente.

Neste ano, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a venda de um novo medica-mento que evita a coagulação do sangue e, com isso, previne condições como o AVC. A droga é a Lixiana (e-doxabana), da Daiichi Sankyo. No Japão, outra droga é pesquisada por membros da Universidade da Cidade de Yokohama, da Toyama Chemical Co. e uma empresa do grupo Fujifilm Holdings Corp.

Estudos clínicos com cerca de 40 pessoas serão feitos para avaliar a droga, que se mostrou eficaz em testes feitos em ratos e macacos.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password