Brasil bate novo recorde com 844 vítimas fatais em 24 horas

Segundo os infectologistas brasileiros o Brasil ainda não atingiu o pico da pandemia. Divulgação

Estado de São Paulo registrou 197 vítimas em 24 horas e agora representa 30,84% da mortalidade no país. Há 30 dias, representava 70%.

São Paulo – SP

Relatório divulgado hoje às 19 horas pelo Ministério da Saúde.

 

 

EUA: Registram 2,5 x mais vítimas que a Inglaterra e a agência de informações financeiras Bloomberg mostrou uma previsão que 25% dos restaurantes americanos não devem reabrir após a pandemia.

Presidente Donald Trump (73) está perdendo popularidade com a pandemia nos EUA. Divulgação

CHINA: Está há seis dias sem mortes pelo novo coronavírus.

ALEMANHA: Saiu de uma taxa de letalidade de 0,60% para 4,51%. É o país que realiza mais testes na Europa.

BRASIL: O país registrou um novo recorde com 844 óbitos nas últimas 24 horas, sendo 197 no Estado de São Paulo.

Novo ministro da Saúde tem atrasado diariamente os relatórios de casos e vítimas para a OMS e para à imprensa.

O Brasil é um dos últimos países a disponibilizar as informações sobre o novo coronavírus para os órgãos que monitoram a pandemia. Ficamos atrás de países como o Equador, Peru e Colômbia.

Anteriormente os relatórios eram enviados à imprensa no máximo até as 17hs; agora chega por volta das 19:15/19:30.

ARGENTINA: Continua com a pandemia sob controle registrando apenas 344 mortes contra do Brasil.

MÉXICO: Número de vitimas fatais cresce no país.

RÚSSIA: É o segundo país do mundo com o maior número de casos confirmados. Baixo número de mortos causa desconfiança quanto a confiabilidade dos relatórios enviados pelas autoridades.

 

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password