Bragança faz reunião de emergência por protestos e decide manter ‘Festival do Japão’

Grupo Kagura Brasil é uma das atrações (Foto: Divulgação)

Mesmo após um pré-acordo com o governo, os protestos dos caminhoneiros nas rodovias do País, contra o aumento do diesel, chegou ao 5º dia e já traz impactos à população, tanto com o desabastecimento dos postos de gasolina, como também na oferta de serviços comuns do dia a dia e de produtos, com diversos locais já confirmando a falta de alguns alimentos.

Mas as paralisações não foram suficientes para provocar o cancelamento do “Festival do Japão de Bragança Paulista”, que acontece hoje e amanhã, a partir das 10 horas, e que celebra os 110 anos da imigração japonesa no Brasil e também os 81 anos da chegada dos primeiros japoneses à cidade interiorana. A informação foi confirmada ao São Paulo Shimbun pelo responsável principal pela organização do evento, Rogério Satoru Uenishi. “Realizamos uma reunião de emergência para discutir a questão, porém, decidimos que o evento ocorrerá normalmente.

Na realidade, em nenhum momento cogitamos o cancelamento”, afirmou ele, confirmando que há sim uma grande preocupação com a presença do público. “Na questão estrutural e do recebimento dos produtos está tudo tranquilo. Tudo pronto. Mas, no que se refere ao público, não temos como prever o que pode ocorrer. Na reunião, chegamos à conclusão que podemos até ter um aumento no número de visitantes, já que as pessoas não devem buscar diversão em destinos longes, pela falta de combustível, e devem optar por eventos pela região mesmo.”

Diante desse cenário, os responsáveis acreditam em pouco público proveniente de São Paulo, mas uma grande presença de moradores de cidades vizinhas como Atibaia, Pedra Bela, Vargem Grande, Socorro e Lindoia. A expectativa é pela presença de 10 mil pessoas.

Continua…(Impresso)

 

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password