Ubatuba comemora ‘Dia do Imigrante Japonês’

A ilha Anchieta, em Ubatuba, sediou sábado as comemorações ao dia em homenagem aos imigrantes japoneses que já foram presos ali. O evento contou com a presença do último sobrevivente, Takeushi Hidaka, de 94 anos.

A data foi instituída no calendário oficial após aprovação do Projeto de Lei 53/17, do vereador Osmar Dias de Souza (PSD). Cerca de 40 pessoas, todas de São Paulo e familiares de presos da época, foram recebidas com um almoço oferecido pelo Ubatuba Iate Clube e, logo após, partiram rumo à ilha Anchieta. A solenidade foi marcada por depoimentos emocionantes dos familiares e também de Takeushi Hidaka, que contou com ajuda de intérprete. Ele foi um dos 171 imigrantes japoneses detidos no presídio, de 1946 a 1948.

Houve ainda a cerimônia da recuperação do gerador, que foi consolidado em uma espécie de monumento comemorativo e que agora ficará em exposição no salão. Segundo texto de Shiro Miyasaka na placa afixada agora no gerador, a peça é “o símbolo onipresente para a importante tarefa de iluminar as longas noites de solidão nesta ilha”.

O prefeito de Ubatuba, Délcio Sato (PSD), que participou das comemorações, afirmou que o evento foi um momento de resgate histórico e pediu um minuto de silêncio pelos imigrantes. Ao final todos seguiram pela antiga usina, passaram pela bica Shindo Renmei e foram à praia das Palmas, onde foi relembrada a tradição dos antigos moradores que promoviam cultos voltados em direção ao sol nascente.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password