Príncipe Akishino saúda populares e relembra locais em visita a São Paulo

O casal imperial no Pavilhão Japonês, no Ibirapuera (Foto: São Paulo Shimbun)

O príncipe do Japão Akishino e a princesa Kiko estão no Brasil e cumpriram ontem os primeiros compromissos, em São Paulo.
Horas depois de aterrissarem em solo brasileiro, Suas Altezas Imperiais foram ao Parque do Ibirapuera, onde, no Monumento em Homenagem aos Pioneiros da Imigração Japonesa, prestaram uma reverência.
Perto dali, no Pavilhão Japonês, cinco minutos antes do previsto, o casal visitou o local, deu comida às carpas e plantou um ipê branco. Com luvas da mesma cor, o príncipe fez o plantio, mexendo na terra, e a princesa regou a muda.
Quebrando o protocolo, princesa Kiko conversou com crianças de escolas japonesas que ali estavam. À estudante Júlia Akemi Kubota foi questionada sobre o que gostava na escola e se aprendia o idioma japonês. “Gosto de vôlei e estou aprendendo”, disse a menina de 13 anos.
Do Ibirapuera, os príncipes partiram para o Hospital Santa Cruz, onde inauguraram um monumento e conversaram com a equipe médica. De lá, seguiram para o Bunkyo.
Na entidade, um longo tapete vermelho foi posto nas escadarias, rodeadas por cerca de 100 estudantes com bandeirinhas do Brasil e do Japão nas mãos.
No hall de entrada do auditório, dezenas de imigrantes centenários foram cumprimentados pelo príncipe.
Antes do encontro com o grande público, Suas Altezas reuniram-se com políticos nikkeis e com representantes da comunidade.
Em seguida, seguiram para o Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil.
Após cerca de 10 minutos em cada espaço visitado, o casal imperial é aplaudido no Grande Auditório do Bunkyo.

Continua… (no impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password