Pioneiro da imigração morre em Apucarana

O prefeito da cidade de Apucarana, Beto Preto, emitiu uma nota oficial de pesar pelo falecimento de um dos pioneiros da imigração japonesa na cidade Nobuyoshi Ida, que morreu na última segunda-feira, aos 106 anos.

Após uma cerimônia da Seicho-no-Iê e no Templo Budista, ele foi sepultado no Cemitério da Saudade. Ida nasceu no Japão e, aos 17 anos, veio ao Brasil, onde fixou residência em Promissão, no interior de São Paulo. Depois, em 1951, foi morar em Apucarana, que hoje conta com cerca de cinco mil moradores descendentes de japoneses.

O prefeito Beto Preto ressaltou que Nobuyoshi Ida trabalhou a vida inteira como agricultor, sendo especializado na produção de café. “Ele legou essa atividade para a maioria dos filhos, que ainda hoje possuem propriedades onde cultivam café”, afirmou o prefeito, observando também que um dos filhos seguiu o ramo da advocacia e outro o da construção civil. O prefeito de Apucarana lembrou ainda que Nobuyoshi Ida ajudou na construção da Associação Cultural e Esportiva de Apucarana (Acea). “Sempre esteve presente, ajudando e colaborando com as ações e os eventos da comunidade japonesa.”

A Acea, que foi a responsável por comunicar a morte, também emitiu uma nota de pêsames aos familiares e amigos e terminou a homenagem com um agradecimento: “Doomo Arigato gozaimassu, querido Ditchan, por tudo”.
Nobuyoshi, que era nascido na província de Nagasaki, casou no Brasil com Miyuki (já falecida), com quem teve sete filhos. Ele também deixou 60 netos e bisnetos.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password