Nikkei desaparece em Suzano e família pede ajuda para encontrá-lo

Yosikasu Nishino tem 78 anos e Alzheimer (Foto: Divulgação)

O desaparecimento de idosos é mais comum do que se imagina. O principal motivo é a desorientação decorrente de doenças co-mo o Alzheimer – lembrado na semana passada, no Dia Mundial da Conscientização – ou também em virtude de lapsos de memória característicos da idade avançada. Diante do ocorri-do, famílias inteiras se desesperam atrás de informações, enquanto convivem com a dor e o medo.

É exatamente esse o cenário enfrentado atualmente por uma família nipo-brasileira, que, desde 30 de agosto, procura o aposentado Yosikasu Nishino, de 78 anos. Ele saiu da chácara onde vive com o filho e a esposa, localizada na divisa entre as cidades de Itaquequecetuba e Suzano, para ir até a uma casa de ração próxima, a cerca de 800 metros. A intenção era só comprar comida para o gato de estimação. Porém, ele não voltou mais para casa.

Em entrevista ao São Paulo Shimbun, Helena Keiko Nishino, filha do idoso, ainda busca entender o que pode ter ocorrido e pede qualquer informação sobre o paradeiro do pai. “A família até agora não entende o que pode ter acontecido. Meu pai é portador de Alzheimer, mas a doença estava bem no começo. Ele, às vezes, repetia alguma coisa ao falar, mas não tinha demência, até por isso ele saia sozinho de casa, sem problema nenhum”, contou ela, confirmando que nunca algo do tipo tinha acontecido e que o pai não levou documento, celular ou cartões. “Deve ter levado, no máximo, uns R$ 50,00. Foi só comprar a ração mesmo e voltaria para casa. Está sem qualquer tipo de identificação, mas fala bem português.”

Qualquer informação que possa ajudar na localização pode ser repassada diretamente para a Polícia Militar, por meio do telefone 190, bem como pelo Disque-Denúncia 181. Já o contato direto da família é o 9-7258-5258.

Continua…(Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password