‘Mundial de Judô’ tem mais um nikkei com chance de medalha

O Brasil completou ontem mais um dia sem medalha no “Mundial de Judô”. Em Budapeste, Ketleyn Quadros chegou a sonhar com o bronze, mas caiu logo em sua primeira luta na repescagem e viu ruir a possibilidade de pódio. Mais cedo, Victor Penalber e Eduardo Yudi já haviam sido eliminados precocemente. Estreante em Mundiais, o nikkei venceu o canadense Etienne Briand no primeiro combate com um wazari no golden score, mas caiu na segunda luta para o experiente búlgaro Lavaylo Lavanov, número 7 do mundo, também por wazari.

Os outros três nikkeis na competição também não foram bem. Stefannie Koyama, Eric Takabatake e Charles Chibana, começaram com vitórias, mas pararam nas oitavas de final.

Em quatro dias de competição, o Brasil conquistou somente uma medalha até o momento. Entre os 11 judocas do País que entraram em ação, apenas Érika Miranda subiu ao pódio, ao faturar o bronze na categoria para atletas até 52kg. A participação brasileira continua hoje, quando outras três judocas vão ao tatame. São elas: Maria Portela (70kg), Mayra Aguiar (78kg) e Samanta Soares (78kg). Portela tentará sua primeira medalha em mundiais e Aguiar vai em busca de bi inédito para o judô feminino.

No sábado, será a vez de Luciano Correa, David Moura, Rafael Silva e Maria Suellen. Já no domingo será a competição por equipes mistas, quando um nikkei ainda poderá trazer uma medalha para a casa. O Brasil será representado por Eduardo Katsuhiro, além de Eduardo Bettoni e Beatriz Souza.

No currículo, o nikkei possui títulos importantes como: Pan American Open de Buenos Aires, Pan American Open de Montevidéu, Pan American Championship Panamá e campeão sul-americano.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password