Japoneses mostram intereresse no Ceará

Os japoneses podem marcar presença na Zona de Processamento e Exportação do Ceará (ZPE). Na última semana, o presidente da estatal, Mário Lima, se reuniu com o embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, para apresentar oportunidades de investimentos na área alfandegada cearense.

Durante a reunião, o representante brasileiro falou ao embaixador que a experiência cearense é um exemplo de sucesso do regime brasileiro de Zonas de Processamento de Exportação, com infraestrutura logística que engloba o Porto do Pecém e o Aeroporto Internacional de Fortaleza. Ele também destacou a instalação das quatro plantas industriais na ZPE, investimentos que somaram US$ 5,5 bilhões e geraram aproximadamente 17 mil postos de trabalho diretos e indiretos.

O encontro ocorreu em Brasília e foi articulado pelo Ministério da Indústria, Co-mércio Exterior e Serviços. A aproximação com os japoneses começou ainda no início de julho, quando re-presentantes da Agência de Promoção de Investimentos do Japão (Jetro) e da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa visitaram a ZPE Ceará.

Após a visita, o escritório da Jetro em São Paulo produziu um estudo completo sobre as potencialidades da Zona de Processamento do Ceará, posteriormente divulgado ao empresariado nipônico. Os japoneses se animaram não só com as condições oferecidas pela ZPE Ceará, como também com a situação fiscal do Estado e com sua rede de ensino profissionalizante. A expectativa é que um novo encontro seja realizado, agora em Tóquio, com uma série de empresários, para mais uma rodada de negócios.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password