Ex-presidente Lula resiste à prisão em dia de movimentação partidária

Lula junto com a ex-presidente Dilma e petistas (Foto: Divulgação)

O ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva resistiu ontem para ir para a prisão em Curitiba. Instalado no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, ele descumpriu o horário das 17 horas para se entregar, estabelecido pelo juiz Sérgio Moro.

Milhares de militantes tomaram as ruas e torciam para que Lula não se entregasse. De outro lado, os advogados de defesa trabalhavam para a apresentação do ex-presidente. No final, porém, os defensores concordaram com a não entrega, forçando a ida da Polícia Federal ao local. Os policiais, no entanto, evitaram confronto e aguardaram o desenrolar das negociações (até o fechamento desta edição Lula não havia sido preso).

De acordo com a assessoria do juiz Sérgio Moro, Lula não é foragido da Justiça, “ele não aceitou a oportunidade de se apresentar voluntariamente”. Um jato já estava preparado pela Polícia Federal para levar Lula para a carceragem de Curitiba. Ao contrário dos outros 20 presos da Operação Lava Jato, Lula ficará em uma sala individual adaptada no 4º andar do prédio da Superintendência da Polícia Federal. São 15m2, com banheiro, uma cama, uma mesa e uma janela sem vista para a rua.

Lula terá direito a 2 horas de sol e visita somente dos filhos, uma vez por se-mana. Os advogados dele, no entanto, terão acesso diário, de segunda a sexta-feira.

Pouco antes do horário estabelecido pelo juiz Sérgio Moro para Lula se entregar espontaneamente, o Superior Tribunal da Justiça negou novo pedi-do de habeas corpus, o 7º impetrado.

Continua…(Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password