Akimatsuri deixa os 110 anos de lado e pede ‘menos conflito’ em tempos de intolerância

Danças japonesas estão garantidas (Foto: Divulgação)

Omotenashi é um termo que pode ser traduzido como “hospitalidade japonesa”. Na prática, a expressão combina a educação e uma polidez requintada, com um desejo de manter a harmonia e evitar o conflito. Diante do momento de intolerância que vive o Brasil, o Festival de Outo-no “Akimatsuri”, que acontece neste e no próximo fim de semana, a partir das 10 horas, em Mogi das Cruzes, seguirá este tema durante a 33ª edição, deixando de lado as celebrações pelos 110 anos da imigração japonesa.

“Escolhemos justamente por tudo que o País está passando. Esse conflito in-terminável. Se no Brasil o exemplo dado pelo Japão, através do omotenashi, fosse adotado, com certeza, a situação estaria muito melhor”, afirma o presidente do Bunkyo de Mogi e responsável pela organização do evento, Frank Tuda.

Sobre as novidades para esta edição, ele lembra da estreia do “Desfile Akiba Cosplay Akimatsuri”, no qual 50 candidatos vão subir ao palco para incorporar seus personagens favoritos. A coordenação é de Kendi Yamai. “Apesar de já ser uma parte da cultura japonesa bem propagada em todo o Brasil, nunca tivemos na região um evento com cosplay. Será nossa grande novidade, com o intuito de atrair ainda mais jovens”, diz.

A atração ocupa o último dia da festa, a partir das 16 horas, e vai eleger os quatro melhores cosplayers. Para isso, os jurados vão analisar alguns critérios como a similaridade da fantasia com o personagem original e também a presença de palco do candidato. Ainda dá tempo de participar. A inscrição é aceita até hoje, pelo site: www.akimatsuri.com.br.

Continua…(Impresso)

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password