Polícia investiga perícias falsas para japoneses

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagraram ontem a segunda etapa da Operação Hipócritas, investigação que identificou ampla organização criminosa que atuava em perícias médicas e em processos trabalhistas para favorecer multinacionais alemães e japonesas de variados setores da economia: metalurgia, especialmente do setor automotivo e de eletrodomésticos, têxtil, alimentos e transportes.

Procuradores e policiais federais cumpriram seis mandados de busca e apreensão e cinco de condução coercitiva nas cidades de Sorocaba, Valinhos, São Caetano do Sul e São Paulo, expedi-dos pelas 1ª e 9ª Varas Federais de Campinas. De acordo com as investigações, o esquema funcionava quando o trabalhador afirmava ser portador de doença ocupacional ou ter sofrido acidente de trabalho. Nestes casos, o juiz nomeia um médico de sua confiança – não integrante do quadro de servidores do Poder Judiciário – para atuar como perito judicial, e as partes do processo podem indicar um profissional médico para atuar como assistente técnico para acompanhamento da perícia.

A investigação revela que alguns médicos assistentes técnicos, financiados pelas empresas, ajustavam o pagamento de vantagens indevidas a médicos peritos judiciais para emissão de laudo favorável à parte interessada.

Os investigados poderão responder, de acordo com a participação de cada um, pelos crimes de associação criminosa, corrup-ão passiva, corrupção ativa e de lavagem de dinheiro, com penas de um ano a 12 anos para cada crime.

O nome da operação faz alusão ao juramento de Hipócrates, feito por todos os médicos ao se formarem e que prometem exercer a medicina honestamente.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Bem vindo! Entre na sua conta

Lembrar de mim Esqueceu sua senha?

Lost Password